sábado, 6 de setembro de 2008

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

V.M. Samael Aun Weor - Sacrificio sacro-ofício (oficio sagrado)

.
A necessidade de se sacrificar, entenda-se em bom sentido, para se auto-transformar. Sacrificar o inferior para transformar em algo superior. Sacrificar os defeitos animalescos, as paixões violentas, ódios, egoismos, violências, a atuação para se libertar de tais erros e obter a mudança para o maior.

O sacrificio é transformação por meio do qual se pode sair da lei de entropia (nivelamento com o mais inferior), estado em que se encontra a humanidade.


_



_

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

V.M. Samael Aun Weor - Razones egoicas y transformación de impresiones

.
Fala sobre a relação entre frateres gnósticos e problemas. A transformação dos alimentos. A importância de cada tipo de nutriente, que são três: os alimentos sólidos, o ar e as impressões que são o mais importante. Cada um destes tem sua importâcia vital: o sólido, o respirado e o impressional que vem a ser o mais importante, já que as impressões provocam as transmutações quanto ao alimento em que o organismo se nutre.

Fala acerca da questão psicológica em que as reações também constam como receptores de impressões e a necessidade de transmuta-las. Não ser vítimas das circunstâncias. Aprender a filtrar as informações que chegam aos sentidos.

Também:

Não se esquecer do próprio Ser ante às situações, para não dar vazão ao Ego, os defeitos, o Não Ser.

A transformação dos hidrogênios internos e o favorecimento ao despertar da consciência. A transmutação que alimenta os corpos internos (corpo astral, mental, causal), uma constituição do trabalho alquimico.

_



_

sábado, 9 de agosto de 2008

As Idades de Ouro, Prata, Bronze e Ferro


No processo de Evolução Cósmica das raças que passam pelo planeta, quatro Idades vem à tona, uma após à outra, caso não saim da mecânica das leis de Evolução e Involução da natureza que andam juntas, passando a revolucionar e liberar-se das leis físicas e mecânicas da natureza. Revolução psicológica de transformação transcendental e integral do homem para um estágio superior Interiormente, saindo do processo mesmo das Idades Cósmicas que serão citadas a seguir:

As Quatro Idades:
  1. Idade de Ouro: A que inicia uma raça humana. No príncipio os seres humanos são perfeitos, sem defeitos de espécie alguma e o contato com o Ser é bem mais integrado. Uma humanidade na Idade de Ouro é Consciênte e não existem humanos com consciencia alterada;
  2. Idade de Prata: Aqui já se iniciam processos mecânicos na consciência originados pelos erros, pelo desejo, pelo Ego que mostra suas conseqüências. Porém, as humanidades que se encontram neste estágio são felizes e se encontram com muita próximidade do Íntimo, ainda que nao tanto quanto na de Ouro;
  3. Idade de Bronze: Os processos de densificação aqui se tornaram mais graves, a degeneração tornou-se clara e a humanidade passa a violar a Lei Divina de forma grave e contundente;
  4. Idade de Ferro: Nesta Idade, que atualmente é a que passa a humanidade, trata-se de períodos em que chega-se a materialidade e degeneração manifestos de forma muito clara. A Idade de Ferro é aquela em que a consciência humana já tornou-se tão anulada que a vida se faz muito difícil, senão ao fim, que por conseqüência vem, o que atualmente está ocorrendo. A razão desta involução é o Ego.
Após este processo se inicia um novo - de Evolução - retornando à Idade de Ouro no planeta com outra raça humana.

As quatro Idades se repetem em ciclos de Evolução e Involução cósmicas. Há um equívoco em informações passadas geralmente acerca dos processos de desenvolvimento da humanidade. Normalmente é divulgada a informação de que a humanidade irá Evoluir até atingir à perfeição, entretanto esta informação contém um erro, pois, como retificado pelo V.M. Samael Aun Weor que apontou este grave equívoco, na natureza os movimentos não são só de Evolução, ou seja, continuamente positivos e por assim dizer melhorando, também há a Involução, que aparece sob a forma do movimento de tipo negativo, ou que piora, se pode dizer. Assim sendo como se tudo estivesse em constante Evolução não existiriam as doenças, as pestes, as guerras, etc., que mostram claramente na humanidade à questão da Involução, como na natureza na forma de declínios, animais que tem comportamento de linha imunda, plantas daninhas, catastrófes, etc.

além da evolução e Involução existe a Revolução que por conseguinte, é um processo superior as duas leis citadas, já que é necessário superação para ocorrer o Revolucionar da Consciência, é necesário ser consciênte quanto às ações que realiza, diferente do Evoluir e Involuir, que são mecânicos e sem a necessidade de consciência propriamente dito. Ou seja, a vida levada sob a necessidade das leis mecânicas, sem atividade de consciência de fato.

As Quatro Idades se repetem sete vezes, em sete humanidades, quatro vezes para cada uma, terminando na Idade de Ferro, onde esta humanidade é julgada e vem o seu fim. Isto ocorre em todos os planetas.

As humanidades que Conseguem se superar não necessitam passar por processos mecânicos como os citados, ficam além destas Leis Mecânicas da natureza e podem viver livres propriamente dito. Não são submetidas mais a Leis como à Morte.

_

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Nota:

Havia sido colocado na descrição do blog a data de 1977 como do Congresso Gnóstico de Guadalajara - México, por erro. O ano correto é 1976 (já na descrição). Desculpas a todos.
_______________________________________________________________



______________________________________________________________

domingo, 27 de julho de 2008

V.M. Samael Aun Weor - A Auto-observação e a Desintegração do Ego 3.


A conferência que aparece é a mesma que está abaixo da parte 4; é a parte 3, tão só numerada.





_

quinta-feira, 26 de junho de 2008

Hercolubus (Curto)


Español: Hercolubus (Corto)




O V.M. Samael Aun Weor fala acerca do planeta Hercolubus, planeta que se aproxima da Terra e ocasionará desastres contundentes. Esse planeta na Bíblia é chamado de Absinto.

Hercolubus é um planeta conhecido por astrônomos, porém sua divulgação não é permitida em razão do temor de pânico coletivo.





_